• Hoje: domingo, dezembro 16, 2018

Servidores da Universidade Federal de Sergipe paralisam pela revisão anual de salários

IMG_20180620_215809
J. Sousa
junho20/ 2018

Para chamar atenção para o movimento, a categoria realizou panfletagem na entrada da UFS

Os técnicos administrativos da Universidade Federal de Sergipe (UFS) paralisaram as atividades nesta quarta-feira, 20, para pressionar o Supremo Tribunal Federal (STF) a aprovar a data-base dos servidores públicos federais. Para chamar atenção para o movimento, a categoria realizou panfletagem na entrada da UFS.

A data-base é a revisão anual dos vencimentos. Para Fábio Santos, a implementação desse recurso para servidores públicos evita que ocorra greves prolongadas, já que obrigatoriamente o governo teria que receber os servidores para discutir as questões trabalhistas. “O Governo não quer negociar e aí as nossas greves acabam durando 30, 60, 120 dias”, explica Fábio dos Santos, coordenador-geral do Servidores da Universidade Federal de Sergipe (Sintufs). “Pelo fato de termos plano de carreira, considerava-se que não tínhamos direito à data-base. Mas esse direiro está previsto no artigo 37 da Constituição Federal”, completa.

De acordo com o sindicalista, a pauta está em discussão no STF desde 2007. “Avançou em 2014 e hoje voltou para a pauta. São mais de dez anos correndo”, explicou. Ainda segundo o sindicato, caso a data-base seja aprovada, ela alcançará todos os servidores públicos, inclusive municipais e estaduais. É necessário três dos quatro votos que faltam para que a medida seja aprovada.

Nesta quarta, os serviços administrativos ficam paralisados na UFS. Apenas os essenciais são mantidos com 30% dos servidores que estão trabalhando.

Créditos: Jéssica França

J. Sousa

Your email address will not be published. Required fields are marked *

big banner