• Hoje: terça-feira, setembro 25, 2018

Semed realiza ‘Dia D’ de discussão da Base Nacional Comum Curricular

pos_c2a1b35925bb2e5b3305ae10f66b931d5a9eb6586755e3_01727310
Redação Rw News
março06/ 2018

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizou na manhã desta terça-feira (06), no Paço Municipal, sede do município, o dia D de Discussão da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Voltada para a mobilização em torno da BNCC da Educação infantil e do Ensino Fundamental, a ação reuniu professores da rede municipal para explicar a estrutura e as competências do texto.

“Esse é um dia de discussão e mobilização em torno da BNCC que é um documento referencial, que expressa os direitos de aprendizagem dos nossos educandos nos diferentes níveis de ensino. É um momento muito importante e não deixa de ser um desafio discutir isso coletivamente. Esse é um primeiro momento, mas que será continuado com os professores e gestores para a discussão da base”, falou a secretaria municipal de educação, Andrea Hermínia de Aguiar Oliveira.

Para o coordenador pedagógico de Educação I, Andrey César Louzada, esta é a oportunidade dos municípios discutirem as questões que nortearão o ensino aprendizagem. “Cada município tem a obrigação de reunir seus professores e discutir a base para a criação do seu próprio currículo. Reunir os professores no dia D é estar em comunhão com o Brasil. O currículo escolar deve conversar com o aluno e inserir temas da realidade cotidiana dele, potencializando o seu futuro. A Base sustenta o como ensinar e estimula as redes a construírem o seu currículo para garantir o processo de ensino aprendizagem”, destacou.

De acordo com a conselheira, Ozair dos Santos o objetivo é apresentar aos professores a BNCC e discutir propostas que comtemplem no currículo a realidade local.   “A nossa proposta é mostrar para o professor da rede que a BNCC é a sustentação que faltava para dar o alinhamento definitivo daquilo que chamamos currículo. Temos uma praça patrimônio da humanidade reconhecida pela UNESCO, esse é um momento especial para discutir dentro de um currículo, contemplando todo o acervo que possuímos” conselheira.

“O encontro serve para discutir as competências que nos estão sendo cobradas, além de nos ajudar a aprimorar os conhecimentos que serão repassados aos alunos”, finalizou a professora da (EMEF) Gina Franco,Salvelina Moraes.

Da Redação com Ascom/SC

Redação Rw News

Your email address will not be published. Required fields are marked *

big banner