• Hoje: terça-feira, janeiro 16, 2018

Mendonça Prado lança pré-candidatura ao governo de Sergipe

IMG-20171117-WA0102
Redação Rw News
novembro17/ 2017

O ex-deputado federal Mendonça Prado lançou, nesta sexta-feira (17), na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), a sua pré-candidatura ao governo do Estado pelo Partido Popular Socialista (PPS), ao qual ele se filiou no mês passado. No mesmo ato, o ex-deputado João Fontes também lançou pré-candidatura ao Senado.

 

A decisão foi motivada, segundo Mendonça Prado, pela necessidade de traçar planos para tirar Sergipe da crise na segurança, saúde e educação. “O que nos motiva é um amor imenso pelo nosso Estado e conterrâneos, e a convicção que temos de apresentar soluções para o grave problema que aflige o povo sergipano”, diz.

 

Embora alegue não ter rusgas, Mendonça Prado pretende caminhar sozinho no pleito do próximo ano, sem o apoio do governador Jackson Barreto, que até o momento defende a pré-candidatura do vice-governador Belivaldo Chagas. Segundo ele, a aliança feita com Jackson no pleito passado foi por “conveniência”.

 

“Os meus apoios a ambos foram apoios circunstanciais, apoiei a candidatura de Jackson Barreto porque divergi de uma indicação feita pelo Democratas há quatro anos. A minha participação no Governo foi um gesto de gratidão do governador pelo que fiz, mas não temos nenhuma afinidade de ordem partidária ou ideológica. Então, você não rompe com quem nunca houve um cordão umbilical. Na verdade, eu tenho respeito e consideração por todos e sempre fui independente, autônomo, como serei para seguir o caminho do futuro”, declarou.

 

Para o pré-candidato do PPS, o momento atual do governo do Estado perpassa por índices negativos em todos os setores. Segundo ele, é preciso reestruturar o Estado e a gestão de forma estratégica, corrigindo ainda distorções no orçamento estadual. “Lastimavelmente, o governo não tem uma estratégia e é isso que vamos oferecer a população, soluções com base em dados estatísticos”, afirma Mendonça Prado.

 

O discurso político, de acordo com o ele, será realista. “Fazer um retrato da realidade do nosso Estado, e apontar soluções. A partir daí não há como cometer equívocos. Vamos falar, inclusive, o que não faremos, para não criar expectativas falsas”, disse Mendonça, que ainda enfrenta uma batalha judicial motivada por supostas irregularidades no processo licitatório da limpeza pública, realizado durante sua gestão na Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), no começo deste ano.

 

As alianças com o PPS já começaram a ser discutidas com os partidos, dentre eles, o PROS, o PSB do senador Valadares, com o PMN e até com o Democratas. A possibilidade de união do PPS com Valadares é considerada positiva para Prado.

 

“O senador tem feito um bom trabalho em Brasília, tem sido coerente nas suas ações, votou a favor do impeachment, das investigações do presidente Michel Temer, portanto, não está contaminado por esse momento negativo que o país atravessa. Seria uma boa soma para os nossos objetivos. Esses são os primeiros passos que estamos dando e vamos ver o que vamos consolidar em termo de acordo”, completa.

 

Foto: assessoria de imprensa

Redação Rw News

Your email address will not be published. Required fields are marked *

big banner