• Hoje: domingo, outubro 21, 2018

Teste do Pezinho: amostras já seguem pelos Correios

grande-182558
Redação Rw News
janeiro04/ 2018

Setenta e quatro municípios já disponibilizam o serviço

 

O contrato firmado entre a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e a Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) para o envio de amostras do Teste do Pezinho para o Hospital Universitário (HU) está em pleno funcionamento e operando de acordo com as expectativas, segundo afirmou a coordenadora de Política de Triagem Neonatal da SES, Luciana Alves. Setenta e quatro municípios já estão disponibilizando do serviço desde o último dia 22, quando receberam os cartões de postagem.

 

Ainda em fase de negociação está o município de Aracaju, também contemplado pelo contrato da SES com os Correios, mas que estuda uma logística mais viável, já que a capital conta com 22 postos de coleta de amostras. Estuda-se a viabilidade de os Correios fazerem o recolhimento das amostras diretamente das unidades de saúde.

 

Nos demais 74 municípios os processos estão acontecendo dentro das expectativas. “Postei as amostras ontem e deu tudo certo”, foi o que atestou a responsável pelo Programa de Triagem Neonatal do município de São Francisco, Ilma Silva de Melo. O mesmo foi dito pela coordenadora do Programa Saúde da Criança do município de Lagarto, Sara Costa Santos: “Já postei, sem problemas”.

 

Para a coordenadora de Política de Triagem Neonatal da SES, Luciana Alves, essa nova logística de recolhimento das amostras do Teste do pezinho traz excelentes expectativas, considerando o objetivo da iniciativa. “O projeto foi idealizado com a pretensão de viabilizar a chegada das amostras com mais agilidade e segurança ao Serviço de Referência de Triagem Neonatal do Hospital Universitário, bem como evitar o extravio do material e a descontinuidade do programa, já que, muitas vezes os gestores encontravam dificuldades para o transporte das amostras”, explicou a coordenadora.

 

Segundo ela, o projeto era arcado pela Gestão de Sangue e Derivados do Ministério da Saúde. No entanto, a atual gestão enviou ofício para todas as Secretarias de Estado da Saúde avisando do cancelamento do projeto e deu um prazo de 120 dias para que Estados e municípios se organizassem na tarefa de enviar às amostras ao Serviço de Referência.

 

“O governo do Estado, através da Secretaria da Saúde, entendeu a importância do Serviço e trouxe para si a responsabilidade, firmando contrato com os Correios para esta finalidade”, ressaltou a coordenadora, acrescentando que Sergipe tem atualmente 268 postos de coleta de amostras para o Teste do Pezinho.

 

Luciana Alves destaca que o que moveu a SES a fechar o contrato com os Correios foi a necessidade de se reduzir o tempo entre a coleta, a entrega da amostra no HU e a liberação do resultado. “Quando menor o tempo nessa cadeia de ação, mais rápido podemos identificar possíveis doenças em recém-nascidos e mais célere será o início do tratamento”, destacou.

 

Da Redação com SES

Redação Rw News

Your email address will not be published. Required fields are marked *

big banner