• Hoje: sábado, março 23, 2019

Em São Cristóvão, funcionário da LOC poda árvore e galho caí em rede de média tensão

Galho que atingiu os fios de média tensão. Foto: J. Sousa - Rw News
J. Sousa
fevereiro12/ 2019

O acidente aconteceu na tarde desta terça-feira (12) no centro do município e deixou parte da localidade sem energia elétrica, água e outros serviços. Galho atingiu fio de média tensão que tem carga elétrica de 13.8 kV.

A Cidade Alta parou! O motivo foi uma acidente ocorrido por volta das 16h de hoje, na Praça da Matriz. Um funcionário da empresa LOC, que estava realizando poda de árvores na praça, iniciou a poda de uma árvore que fica localizada próxima ao antigo prédio da prefeitura. Sem equipamentos de proteção adequados, com um podador de altura, em cima de uma escada de alumínio e sem luvas adequadas, o funcionário, colocou sua vida em risco.

Por sorte o funcionário não recebeu uma descarga elétrica de média tensão, o que provocaria sua morte instantânea. A RW News apurou no local que o funcionário havia recebido uma ordem para fazer a poda.

Cabo (fio) de média tensão caído no chão da Praça da Matriz. Foto: J. Sousa - Rw News
Cabo (fio) de média tensão caído no chão da Praça da Matriz. Foto: J. Sousa – Rw News

Após o contato do galho da árvore na rede elétrica de média tensão, houve um curto-circuito que acabo gerando o corte no fornecimento de energia elétrica. Com o curto-circuito um dos cabo (fio) rompeu caindo no chão. A descarga elétrica foi tão forte que danificou lâmpadas e uma central de distribuição de internet acoplada ao poste.

A iluminaria do poste ficou totalmente danificada. A central de redistribuição de internet também foi afetado pela descarga elétrica. Foto: J. Sousa - Rw News.
A iluminaria do poste ficou totalmente danificada. A central de redistribuição de internet também foi afetado pela descarga elétrica. Foto: J. Sousa – Rw News.

Um cabo de média tensão (fio) de um outro poste que fica localizada à Praça Lauro de Freitas (ladeira da prefeitura), também rompeu após receber a descarga elétrica.

Funcionários da empresa Energisa realizando reparos na rede de média tensão. Foto: J. Sousa - Rw News
Funcionários da empresa Energisa realizando reparos na rede de média tensão na Praça Lauro de Freitas (ladeira da Prefeitura). Foto: J. Sousa – Rw News

Com a interrupção no fornecimento de energia, vários estabelecimentos comerciais tiveram que interromper o atendimento aos clientes. A operadora Oi enviou um carro da empresa com um gerador de energia para alimentar o seu sistema de dados (internet) e voz (telefone fixo).

Carro da prestadora de serviço de internet e telefonia fixa, Oi, com um gerador de energia alimentando uma das centras de distribuição. Foto: J. Sousa - Rw News
Carro da prestadora de serviço de internet e telefonia fixa, Oi, com um gerador de energia alimentando uma das centrais de distribuição. Foto: J. Sousa – Rw News

O fornecimento no abastecimento de água também foi interrompido. Segundo informações passadas ao portal RW News, pelo diretor do SAAE, Carlos Mello. “Foi interrompido os dois sistemas, cidade Baixa (Rio Comprido), e Cidade Alta (Eta Cristo). Mas o sistema voltou à operar às 19h30”. Informou Carlos Melo.

Funcionários da Energisa estiveram no local do ocorrido para realizar os reparos necessários. Após os trabalhos concluídos, o fornecimento de energia elétrica retornou por volta das 19h20.

IMG_20190212_160952335

 

Danos e falta de observação de normas e regras, este é o saldo da irresponsabilidade e que teria sua agravante, caso o funcionário tivesse morrido. A informação é que o mesmo chegou a receber uma certa descarga elétrica, mas não o suficiente, sabe-se lá o porquê, para o matar.

O que se sabe, é que não foram observados as normas que regulamenta o manejo com esse tipo de operação. Sabe-se ainda, que esse tipo de poda, só pode ser feito com um funcionário da concessionária Energia, protegido através da utilização de cestas aéreas, ou de andaimes, escadas e plataformas isoladas, luvas, mangas de borracha e coberturas isolantes. Este método é recomendado para ser aplicado nas tensões até 34,5 kV.

J. Sousa

Your email address will not be published. Required fields are marked *

big banner