• Hoje: segunda-feira, setembro 23, 2019

Abandono do Minha Casa Minha Vida é denunciado por Fábio Henrique

IMG-20190826-WA0038
J. Sousa
agosto28/ 2019

A programa Minha Casa Minha Vida, que permitiu a realização do sonho da casa própria para milhares de família, votou a ser tema de pronunciamento do deputado federal Fábio Henrique (PDT/SE), na quinta da semana passada (dia 22), na Câmara Federal. O deputado denunciou que o Governo Federal está contribuindo, de forma decisiva, para acabar com o programa, que está entre os mais importantes do país.

“O Minha Casa Minha Vida é um dos maiores geradores de emprego e renda no Brasil. Ele fomenta diretamente a cadeia da construção civil, que é a maior empregadora”, disse Fábio Henrique. Somente na Caixa Econômica, de acordo com os dados do jornalista Cláudio Nunes, na Infonet, são quase mil obras paralisadas por falta de recursos e que envolve 500 empresas. No Banco do Brasil, são mais 26 obras, perfazendo sete mil unidades.

Fábio destacou que, além do povo pobre ficar sem casa para morar, a empresa não recebe e com isso ocasiona o desemprego. “O atraso na liberação de pagamentos dessas duas instituições financeiras resultam em R$ 500 milhões. E isso gera uma cadeia produtiva, provoca uma crise no setor de construção civil. Como exemplo disso, já são 44 lojas de materiais de construção fechadas em Aracaju”, afirmou o deputado.

O deputado pedetista informou que a superintendência da Caixa Econômica recebe os empresários e informa que não existe previsão para o pagamento. “Chegamos ao absurdo de a Câmara Brasileira da Indústria da Construção – CEMIC – já cogitar uma greve geral. Peço ao Governo que esqueça quem criou o Minha Casa Minha Vida, não é de direita ou de esquerda, é um programa importante para a população”, finalizou Fábio Henrique.

Relembrando
No dia 04 de abril, o deputado Fábio Henrique já chamava atenção para essa problemática, em discurso no plenário da Câmara Federal. Dizia ele: “as construtoras estão desempregando, e a construção civil é o maior polo de geração de emprego para o povo brasileiro. As pessoas mais beneficiárias do Minha Casa, Minha Vida são as mais pobres, os trabalhadores do Brasil”.

Com informações da assessoria do deputado

J. Sousa

Your email address will not be published. Required fields are marked *

big banner